SERÁ QUE VAI CHOVER, HEIN?
Clique aqui para acessar a previsão do tempo no site da BBC London

Saiba como chegar a qualquer lugar de Londres acessando o site Transport for London
Procurando o telefone de alguém? Quer saber em que cinema o filme que você quer ver está em cartaz? Então clique aqui
Clicando AQUI você acessa as dicas da Leros para Londres, com aqueles LINKS que facilitam
a vida…
 

 

João Donato
“Somos sempre apaixonados por quem não nos dá bola, e isso costuma render música boa”, disse recentemente o cantor e compositor João Donato, autor de clássicos como Até quem sabe e A rã.
Ao ouvir o novo disco de João Donato, o músico Aquiles, do MPB4, levantou uma questão interessante: “A música de João Donato é simples porque é genial? Ou é genial porque é simples?”. Para ele, “um sujeito que tem a generosa capacidade de, mesmo produzindo obras sofisticadas, fazer com que soem simples, é simplesmente genial”. Donato está com 81 anos mas sua musicalidade não se restringe às influências de sua geração. Seus fios condutores são o groove e o improviso, como ele explicou ao jornal A Tarde: “Para que premeditar o troço? Ninguém pode premeditar mais nada. Por isso prefiro fazer improvisando, para saber se mexo para lá ou para cá. Você tem que obedecer o que você acredita. O mundo já está muito cheio de palpites por aí”.
• João Donato apresenta-se com Janis Siegel e Diego Figueiredo no dia 10 de julho, domingo, 19:30h, no Barbican: Silk Street, EC2Y 8DS. Ingressos de £15 a £30. www.barbican.org.uk

Hermeto
Compositor multiinstrumental e incrível improvisador, Hermeto Pascoal, o mago dos sons, retorna a Londres
9 de julho, sábado, no Barbican Hall: Silk Street, EC2Y 8DS. Ingressos de £15 a £35. www.barbican.org.uk

 

 

 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


 

25 anos de Leros,
como tudo começou

“Estou atravessando o Canal da Mancha em um ferry-boat com destino à Inglaterra. Quando eu desembarcar, certamente vão me fazer perguntas e as minhas respostas vão definir o meu destino para os próximos seis meses. Já roí todas as unhas enquanto Rosana lê um livro. Ela é marinheira de primeira viagem e como no Consulado Britânico lhe disseram que brasileiro não precisa visto para a Inglaterra, ela está tranquila. Desembarcamos em New Heaven e a adrenalina começa a percorrer minhas veias assim que vejo as placas ‘EEC’ e ‘Other countries’, separando os cidadãos europeus dos outros…”

Assim começava o artigo Entradas sem Bandeiras, publicado na primeira edição da Leros…

Leia o artigo completo clicando aqui